Início >> Noticia >> Serviços básicos retornam ao bairro da Cabanagem
  • Increase
  • Decrease

Current Size: 100%

Serviços básicos retornam ao bairro da Cabanagem

Depois de mais de 10 anos sem receber entregas de mercadorias pelos Correios devido à criminalidade, os moradores do bairro da Cabanagem voltaram a ter acesso ao serviço postal, nesta quinta-feira (27). A entrega das correspondências foi acompanhada pelo governador do Estado, Helder Barbalho, pelo vice-governador, Lúcio Vale, e gestores da Secretaria de Segurança e Cidadania.

A volta desse serviço, essencial à população, faz parte das ações do projeto Territórios pela Paz, implementado no bairro da Cabanagem desde o dia 12 de junho. O programa pretende desenvolver, em sete áreas da Região Metropolitana de Belém (RMB), serviços que tragam segurança e desenvolvimento para a comunidade, como educação, capacitação, ações de promoção e incentivo à cultura, acesso à internet de forma gratuita, empregabilidade com a realização de cursos técnicos, acesso aos serviços da rede pública de atenção à saúde e o combate às drogas. Além da Cabanagem, o bairro do Icui, em Ananindeua, também já recebe o projeto.

"É um simples gesto, um simples ato, mas que lamentavelmente foi retirado das pessoas pelo crime paralelo, pelo crime institucionalizado e nós não podemos admitir isso, não iremos aceitar isso de maneira alguma. O que estamos garantindo inicialmente é a segurança pública e em seguida os serviços necessários de educação, de saúde, de infraestrutura, de geração de emprego, de cultura, de lazer, para que as pessoas possam voltar a viver em paz", afirmou o governador do Estado, Helder Barbalho.

Volta dos serviços, que são essenciais para a população, faz parte das ações do projeto Territórios pela PazFoto: Elielson Modesto / Ascom SegupPara a garçonete e moradora do bairro da Cabanagem, Nayla Oliveira, de 27 anos, o direito da população foi finalmente garantido. "Há uns dois anos não recebíamos correspondência de forma regular, às vezes um mês sim, outro não. Então quando a carta não chegava, se fosse boleto tinha que dar um jeito de imprimir e se fosse outro tipo de correspondência tinha que buscar na agência, mas agora começou a chegar e a gente se sente feliz, porque é um direito nosso, e sentimos que agora tem alguém olhando pela gente", disse.

Há 20 anos na profissão, o entregador Roberto Pinheiro, que atua no bairro da Cabanagem, passou por sete assaltos, até que os serviços de entregas de mercadoria foram suspensos na área. 
"Há seis anos vinha ocorrendo essa situação, não tínhamos como distribuir as correspondências que eram objetos ou encomendas, pois o risco era muito grande e não havia segurança. Agora não, porque temos segurança e isso garante realizar o nosso trabalho. Eu entro em todas as ruas sem nenhum problema, não tem dificuldade nenhuma.", explicou o carteiro Roberto Pinheiro.

Resultados – Após as ações ostensivas e preventivas implantadas na Cabanagem, o índice de crimes já apresentou reduções, como é o caso do número de roubos, que neste mês de junho apresentou redução de 33% comparado ao mesmo período de 2018. No ano passado foram registrados 30 roubos e nesse ano o número caiu para 20 ocorrências.

Além da Cabanagem, o bairro do Icui, em Ananindeua, também já recebe atividades do TerPazFoto: Elielson Modesto / Ascom Segup"Antes da implantação do Terpaz, a polícia já vinha se preparando para a implementação do projeto, e desde o início do ano os crimes violentos vêm caindo mês a mês. Com a presença maciça das forças de segurança durante os 10 dias da ocupação da Cabanagem, nós trouxemos o índice da criminalidade para o menor da história do bairro. No próximo passo, que são as ações do eixo social do projeto, a gente espera que esses índices continuem caindo mais ainda, pois os resultados serão de curto, médio e longo prazo", avaliou o titular da delegacia da cabanagem, delegado Adriano Costa.

FONTE: Agência Pará